Políticas de Ensino


A Política de Ensino de Graduação da FAERPI, amparada na legislação nacional, busca alcançar horizontes que indicam a promoção do ensino de qualidade, os avanços da ciência e dos processos de ensino-aprendizagem, com base nos princípios da interdisciplinaridade e na articulação das áreas do saber. Atenta a novas metodologias de apropriação e construção do conhecimento, articulada com a iniciação científica, estímulo ao estudo e intervenção nas questões regionais, orienta suas ações por critérios de qualificação do trinômio ensino-pesquisa-extensão, numa abordagem interdisciplinar, observando a flexibilidade orgânico-operativa, tomando como referência essencial a avaliação permanente.
Busca propiciar o desenvolvimento de competências e habilidades que permitem ao aluno atuar no mercado profissional, lidar criativamente com situações à luz do compromisso ético com o ser humano e responsável com o meio ambiente. Assim, estão presentes elementos que evidenciam a condução do estudante no aprender, prevendo a formação de um cidadão e profissional capaz de entender e buscar por meio da educação continuada vivências retroalimentadoras. Dessa forma, a aprendizagem em todas as modalidades é, antes de tudo, um processo de aquisição da capacidade de pesquisar e de interagir com a sociedade, que se traduz com a competência para aprender a aprender.
Procurando garantir uma infra-estrutura favorável à otimização do desempenho acadêmico, busca, em ritmo constante e gradativo, a projeção e melhoria de espaços acadêmicos, como laboratórios, salas de aula, bibliotecas, salas especializadas, entre outros, e a qualificação permanente dos serviços disponíveis aos universitários. Na graduação, a unidade deve constituir princípio educativo pela adoção de uma metodologia que contemple o processo de construção do conhecimento por meio da investigação, do fazer e do contato com o real.
Com base numa visão da graduação que enfatiza o desenvolvimento da autonomia, por meio de um currículo amplo e flexível que proporcione uma formação científica sólida e um desenvolvimento humanístico, os egressos da graduação deverão: Atuar com competência e criatividade com base em parâmetros éticos;
Ter a capacidade de ler e compreender o mundo, desenvolvendo a análise crítica; Promover a aprendizagem em uma abordagem colaborativa, sendo capaz de interagir com a diversidade sócio-político-cultural; Reconhecer a importância da ciência e da tecnologia, aplicando-a na sua atuação profissional;
Ter motivação para a educação continuada. A política de ensino da FAERPI será fruto da participação democrática dos diferentes atores do processo educacional. Observa-se a manutenção da IES como centro de difusão do conhecimento e de melhoria das perspectivas comunitárias. Em termos gerais, orientam as seguintes ações de ensino: Flexibilidade curricular;
Formação profissional em consonância com as necessidades locais, regionais e nacionais; Liberdade na definição do perfil profissional do egresso; Compreensão da importância do ensino continuado; Desenvolvimento da capacidade intelectual permanente do discente; Estratégias de ensino-aprendizagem que reduzam os índices de evasão, mas que não comprometam a qualidade do ensino; Formação de profissional generalista, com o escopo de permitir ao mesmo adaptar-se às contingências da modernidade; Valorização do conhecimento inter e multidisciplinar; Interação entre teoria e prática.